• ETEC Dr. Demétrio Azevedo Junior - Itapeva/SP
CPS - CETEC: Professores da ETEC participam do programa de capacitações sobre migrações internacionais
image

No ano de 2018 os Professores Alzira Barros e Carlos Eduardo da Silva participaram da 1ª etapa da Capacitação “Migrações Internacionais Contemporâneas e Refúgios no Brasil”.

No ano de 2018 os Professores Alzira Barros e Carlos Eduardo da Silva participaram da 1ª etapa da Capacitação “Migrações Internacionais Contemporâneas e Refúgios no Brasil”. Tivemos a oportunidade de ouvir professores, pesquisadores e, sobretudo, imigrantes e refugiados.

Na ETEC Dr. Demétrio Azevedo Júnior, pelo reconhecimento e valorização das trajetórias imigrantes presentes, foi articulado junto ao currículo comum uma proposta de articulação didática com estudantes que possuem vínculos familiares ligados aos processos de imigração ocorridos no Brasil, neste artigo apresentamos as etapas da proposta em momentos distintos, primeiramente metodológico, aplicação de questionário semiestruturado para reconhecimento das origens familiares dos estudantes regulares da ETEC Dr. Demétrio Azevedo Júnior, produção de duas intervenções “Mapa da Origem Imigrante” e “Quadro de Sobrenomes”, entrevista semiestruturada com um estudante de cada origem apresentada no primeiro questionário e no segundo momento a discursão teórica sobre a importância da ecologia dos saberes na construção de uma escola onde se valoriza a pluralidade cultural.

Já no ano de 2019 as Professoras Alzira Barros e Camila Camargo participaram da 2ª etapa da Capacitação “Cartografia dos Movimentos Migratórios no Estado de São Paulo”, sendo que no primeiro encontro foram disponibilizados cinco exemplares do Atlas Temático – Observatório das Migrações em São Paulo e Migração Refugiada para as Bibliotecas das escolas participantes.

No segundo encontro tivemos a oportunidade de apresentar os trabalhos realizados pelos nossos alunos, conforme registro e acompanhamento de prática: “Quem são os refugiados?” No primeiro momento o objetivo foi apresentar, mesmo que de forma genérica a pessoa refugiada aos alunos. Pois, quase tudo que sabem sobre as pessoas refugiadas aprenderam em programas de TV ou redes sociais, que na grande maioria dos casos são parciais e discriminatórias.

Na Biblioteca da ETEC foram apresentados aos alunos os Atlas Temáticos e as Plataformas Digitais que trabalham o assunto. As turmas foram divididas em grupos de trabalho, por temas, onde cada grupo deveria pesquisar mais sobre aquela realidade. A atividade proposta foi que os alunos realizassem uma releitura do Atlas, a fim de criar painéis que além de números pudessem trazer o sentimento, as histórias, os questionamentos e os sonhos das pessoas.

Segundo relato da aluna Juliete da 3ª Série D – ETIM, a proposta de trabalho foi uma experiência bem diferenciada onde tiveram que pesquisar pra “caramba” para encontrar conteúdo sobre o tema proposto para o seu grupo. “Por incrível que pareça abrangeu bastante conhecimento, porque a gente não tinha nem ideia da quantidade de refugiados estudantes no Brasil e da forma como eles são acolhidos aqui e tal, a parte do painel foi bem legal, usamos a criatividade e ele ficou o mais informativo possível, o nosso objetivo era mostrar para as pessoas que nem fazem ideia dos estudantes refugiados presentes em nosso dia a dia. Enfim, aprendemos bastante e nos divertimos também. Obrigada professora, mas de verdade mesmo, foi bem legal, diferente dos demais trabalhos, esse a gente começou com um mês de antecedência, era uma vez por semana nas férias para nos reunirmos e finalizarmos, tanto que ele parece até meio velhinho”.

A aluna Letícia da 3ª Série A – Ensino Médio, relatou que o painel foi um trabalho multidisciplinar que proporcionou muito aprendizado. “Não apenas falando da questão de refugiados na Geografia como também na área da biologia, já que o painel desenvolvido pelo meu grupo expôs o tema: Mulheres refugiadas, saúde sexual e reprodutiva. O painel é interativo, possui um quebra cabeça a ser montado e cartas com informações sobre várias doenças sexualmente transmissíveis que é o tema de um dos gráficos estudados”.

 

ENVIADO POR: ALZIRA DE BARROS, CAMILA DE CAMARGO SILVA, CARLOS EDUARDO DA SILVA.

  • Data: 22/08/2019 16:14:41
  • Notícia: 304
  • Leituras: 217
  • Origem: Etec Dr. Demétrio Azevedo Júnior
  • Instituição: Centro Paula Souza